novo

   (11) 2081-0384  /  (11) 2081-0385  /  (11) 2081-0386  /  (11) 2601-2767
Skype Me™!mundo.mystiko.01    Skype Me™!mundo.mystiko.02    Skype Me™!mundo.mystiko.03

Pagina Inicial   |    Como Fazer a Consulta   |    Nossos Produtos   |    Confirmação de Pagamento   |    Fale Conosco   |    Mapa  Site

    mm

(11) 2081-0384

Skype Me™! Skype Me™! Skype Me™!

  Acupuntura
  Alquimia
  Amuletos
  Anjos
  Aromaterapia
  Astrologia
  Aura
  Banho de Ervas
  Baralho Cigano
  Blog
  Budismo
  Candomblé
  Cartomancia
  Chakras
 Compatibilidade Signos
  Cores das Velas
  Cristais
  Cristianismo
  Cromoterapia
  Dia do Nascimento
  Downloads
  E-mail Gratuito
  Esoterismo
  Espiritismo
  Espiritualismo
  Fitoterapia
  Fadas
  Feng Shui
  Florais
  Gnose
  Grafologia
  Hermetismo
  Hinduísmo
  Hipnose
  Horóscopo
  Horóscopo Chinês
  I Ching
  Iniciais dos Nomes
  Iridologia
  Islamismo
  Judaísmo
  Kabalah
  Kardecismo
  Maçonaria
  Magia
  Mandala
  Mantras
  Massoterapia
  Meditação
  Mensagens
  Misticismo
  Músicas
  Neurolinguistica
  Numerologia
  Ocultismo
  Orixás
  Parapsicologia
  Promoções
  Quimbanda
  Quiromancia
  Quiropraxia
  Reflexologia
  Regressão
  Reiki
  Rosacruz
  Runas
  Santos do Dia
  Shiatsu
  Simpatias
  Trabalhe Conosco
  Taoismo
  Tarot
  Teosofia
  Testes
   Umbanda
  Vidas Passadas
  Wicca
  Xamanismo
  Yoga
  Zoroastrismo

Santos do Mês de Maio

...   

 
...   

1° de maio - S. José Operário

A festa de São José tem caráter memorial e facultativo, pois tratamos daquele santo homem, exemplar de vida cristã, laborioso e honesto, fiel à palavra de Deus, obediente e crente nos ensinamentos do evangelho. Esse homem de fato seria de família real e esposo daquela que seria a mais santa de todas as santas que o consideraria o pai do filho de Deus e seu papel era o do artesão que tirava o sustento da família através do seu oficio e de trabalho árduo. O próprio Cristo quis ser artesão e operário ao lado de José, pois era consciente do movimento operário e de sua grandeza. Instituída em 1955, a festa de são José Operário comemora o modelo de trabalhador cristão celebrando inclusive as conquistas no campo social, sindical e econômico.

 

Oração 

Senhor, pelos méritos de São José, eu Vos peço, aumentai a minha fé para que eu seja fiel às Vossas Leis, com esperança filial me abandone a Vossa Divina Providência e na caridade desempenhe a missão que a mim confiastes. Amém. São José, rogai por nós.

 

 

02 de maio - Santo Atanásio

A memória desse santo nos remete a uma análise apreciadora dos fatos que cercam a sua vida por ter sido combatente e defensor assíduo de suas idéias, mesmo que lhe gerasse algum tipo de repressão. Nascido em Alexandria, no Egito, em 295, é uma figura dramática e polêmica da Igreja. Em sua vida, cinco exílios lhe foram impostos pelos seguintes Imperadores: Constantino, Constâncio, Juliano e Valente. Tinha, como disse antes, fibra de lutador e combatente quando assim o destino queria. Escreveu um livro de título “Apologia pela fuga”. Recebeu tantas acusações de seus inimigos que, por vezes, fugir era o melhor remédio, o que ele próprio nos conta orgulhoso dessas suas peripécias.

 

Seus últimos exílios se passaram no deserto, juntamente com seus amigos monges que compartilhavam as dificuldades da vida monástica e da personalidade autoritária de Atanásio. É para eles que escreve mais uma obra chamada “A História dos Arianos”, que nos demonstra seu temperamento difícil, porém objetivo ao tratar, por exemplo, do Imperador e de seus adversários. Outro feito de Atanásio foi o de relatar, em sua derradeira obra, a vida de Santo Antão, que podemos considerar como um verdadeiro manifesto da vida monástica.

 

Oração

Pela intercessão de Santo Atanásio, eu Vos peço, Senhor, fidelidade e perseverança nos ensinamentos de Jesus, e que possa eu também ser, no dia-a-dia, testemunho de vida cristã.

 

Santo Atanásio, rogai por nós.

 

 

03 de maio - Santos Filipe e Tiago

Filipe foi um dos primeiros discípulos de Jesus. Era natural de Betsaida e anteriormente foi discípulo de João Batista que como outros decidiu seguir Jesus. Conta-nos as Sagradas Escrituras que Filipe ao encontrar Natanael lhe diz: “Achamos aquele de quem Moisés escreveu na lei e que os profetas anunciaram: é Jesus de Nazaré, filho de José” ( Jo 1, 45b).

 

São Tiago, dito “o menor”, também um dos doze apóstolos, era filho de Alfeu e Maria de Clopas, e primo de Jesus. É identificado nos Evangelhos como “irmão do Senhor”, termo esse usado para designar parentesco, (Mc 6,3 e Mt 13,55). Teve muita influência na comunidade de Jerusalém. Foi testemunha da ressurreição de Jesus; (I Cor 15,7) autor da “Carta de Tiago” ; foi com ele que Paulo, depois de convertido, foi encontrar-se em Jerusalém ((Gl 1,18) e teve um papel importante no Concílio de Jerusalém (At 15,13-29), entre outras participações. Morreu mártir por volta do ano 62.

 

Oração

Ó Senhor, por intercessão e méritos dos apóstolos Filipe e Tiago, eu Vos peço a Graça do desassombro no anúncio e testemunho do Santo Evangelho. Abençoai-me e concedei-me os dons que me são necessários para que eu possa cumprir com minha missão evangelizadora na minha família, no trabalho e na sociedade.Amém. São Filipe e São Tiago, rogai por nós. Maria, Rainha dos Apóstolos, rogai por nós.

 

 

04 de maio - São João Martim Moye

São João Martim Moye nasceu na França no século XVIII.

 

Foi um grande missionário. Na China formou sacerdotes e religiosas para expandir a evangelização nesse país. 

 

Depois voltou para a França onde fundou uma congregação religiosa, das irmãs da Providência.

 

Oração

Senhor meu Deus, por intercessão de São João Martim Moye, quero hoje agradecer-Vos pelo dom da minha vida e pedir-Vos a Graça de nunca me omitir na missão que me destes. Revisti-me do Vosso Amor para que eu possa colaborar na construção do Vosso Reino no meio em que vivo. Amém. Maria, Nossa Senhora Auxiliadora, rogai por nós.

 

 

5 de maio - S. José Benedito Cottolengo

Nasceu em 1786 em Bra, uma província de Cúneo, primogênito de doze filhos, José Cottolengo aproveitou ao máximo seus estudos chegando à láurea em teologia. Vigário em Corneliano de Alba, rezava a missa às três da manhã para que os camponeses pudessem ouvi-la e trabalhar na mais harmoniosa paz de Deus. Foi ao assistir um caso dramático que sua vida estaria marcada definitivamente, pois teve que ficar impassível e, sobretudo, impotente diante da morte de uma mulher que agonizava diante de seus filhos, pois não dispunha de recursos que viessem a custear as suas despesas hospitalares. Martirizado com esse fato, José Benedito percebeu que algo poderia ser feito, e assim sendo, vendeu o pouco que possuía, alugou alguns quartos que acolheriam doentes carentes. Essa casa, para a qual foi dado o nome de Divina Providência, tinha o intuito de cuidar de pessoas doentes e pobres, desse modo não tardou a sua expansão tomando proporções grandiosas. Em 30 de abril de 1842, veio a falecer José Cottolengo na terra, para renascer no reino do céu.

 

Oração 

Ó Senhor, pelos méritos de São José Benedito, coloco em Vossas mãos as minhas dificuldades materiais, emocionais e espirituais. Com confiança filial na Vossa Divina Providência, espero as graças que me são necessárias para que eu supere tudo o que me oprime. Maria, Mãe da Divina Providência, intercedei por mim. São José Benedito Cottolengo, rogai por mim.

 

 

06 de maio - Santo André Kim e Companheiros 

Esses santos foram canonizados por João Paulo II por ocasião de sua viagem à Coréia, no dia 06 de maio de 1984, data em que se comemora o segundo centenário da chegada do cristianismo à Coréia.

 

No decorrer dos 200 anos a Igreja Católica que lá foi instaurada foi regada pelo sangue de seus mártires, cristãos de todas as idades e classes sociais: adultos, ricos, pobres, homens e mulheres.

 

Assim falou deles João Paulo II: "Observai: mediante esta liturgia de canonização, os bem-aventurados mártires coreanos são inscritos no catálogo dos Santos da Igreja Católica. Estes são verdadeiros filhos e filhas da vossa Nação, juntamente com numerosos missionários vindos doutras terras. São os vossos antepassados, pela descendência, língua e cultura. Ao mesmo tempo, são os vossos pais e as vossas mães na fé que eles testemunharam derramando o próprio sangue".

 

Oração 

Senhor, quantas vezes fui mal compreendido por querer ser fiel aos Vossos ensinamentos. Peço-Vos os dons que me são necessários para minha perseverança na fé. Rogo-Vos também, pelos méritos dos Santos mártires, que eu esteja sempre unido a Cristo Jesus para que, com sabedoria e desassombro, eu leve a Vossa verdade àqueles que me confiastes. Amém. Santo André Kim e Santos Mártires, rogai por mim.

 

 

07 de maio - Santa Flávia Domitila

Flávia Domitila era sobrinha de Flávio Clemente, que era um dos cônsules de Roma. Foi deportada no ano 95 dC com um grupo bastante numeroso para a ilha de Ponza. Seu crime foi o de ter-se confessado fiel a Cristo. Cássio Dion é um historiador que estuda esse período e nos relata as imposições do Imperador Domiciano que não poupou a vida de seu próprio primo, Flavio Clemente, que seria, segundo ele, um ateu (Em Roma todo aquele que não fizesse parte da religião por eles imposta era considerado ateu). Deportada, Flavia Domitila sofreu então um longo martírio.

 

Oração 

Senhor, pelos méritos de Santa Flávia Domitila, eu Vos peço perdão por todas as vezes em que não fui coerente com os ensinamentos de Jesus. Pelo meu egoísmo, pelas vezes em que julguei e condenei meus irmãos, por não ver as necessidades dos que estão a minha volta. Peço-Vos a graça da fidelidade e perseverança na Vossa Palavra para que na prática de caridade eu descubra a alegria de ser cristão. Santa Flávia Domitila, rogai por mim.

 

 

08 de maio - S. Vítor 

Santo Ambrósio tinha uma personalidade brincalhona, fraternal e, sobretudo, talentosa e esta última foi a responsável por uma descoberta especial que foi  precisamente a  de São Vítor, sobre quem ele falou grandemente em seu livro Explanação do Evangelho de Lucas  e no hino Os piedosos Vítor, Nabor e Félix.  Esses três últimos eram soldados provenientes da Mauritânia que estavam hospedados em Milão. Diante de uma escolha penosa para sua vida, escolher entre o Imperador e Deus, Vítor não hesitou em escolher Deus.

 

Foi em defesa dessa resolução que teria sido preso e iniciado então a sua vida de martírios. S.Ambrósio nos conta que Vítor foi forçado a passar seis dias sem comer e sem beber para debilitar-se, de modo a não ter forças que alimentassem a sua resistência; teve ainda as feridas de seu corpo cobertas de chumbo. Desse modo, os flagelos que atormentaram a sua vida nos mostram a grandeza de sua alma, pois São Vítor ainda defendendo a sua posição religiosa conseguiu reunir forças e fugir. Mas não foi longa a sua peregrinação, pois foi logo descoberto. Decapitado, o seu corpo ficou exposto em um bosque  por duas semanas .

 

Santo Ambrósio deu-lhe um lugar eterno para repousar. São Vítor é um dos santos mais queridos pelo povo de Milão, sendo o patrono dos prisioneiros e exilados.

 

Oração 

Meu Senhor, eu hoje Vos entrego minha falta de coragem, meus medos, minhas inseguranças e tudo o que tem me impedido de prosperar. Pela intercessão de São Vítor, vos peço a graça de que tanto necessito. São Vítor, rogai por nós.

 

 

09 de maio - S. Pacômio  (abade) 

S. Pacômio nasceu em 287 no Alto Egito, filho de pais pagãos. Tendo ingressado no exército, aos 20 anos foi feito prisioneiro em Tebas. Protegidos pela escuridão, alguns cristãos levaram-lhe um prato de comida. Comovido, Pacômio quis saber quem lhes ordenara fazer aquilo. "O Deus dos céus", foi a resposta.

 

Resolveu então orar ao Deus dos cristãos pedindo-lhe que o libertasse em troca da sua devoção. Obtida a liberdade, cumpriu a promessa e ingressou numa comunidade religiosa cristã, onde recebeu o batismo.

 

Inovou a vida monástica introduzindo o cenobitismo ou vida comum baseada na disciplina e na autoridade, substituindo assim a anarquia dos anacoretas. Em suas peregrinações pelo deserto, escutou uma voz misteriosa  que o convidava a  fixar a sua morada naquele lugar. Retirou-se então a uma vida de oração, mas não tardaram a ali chegar numerosos discípulos.

 

Por ocasião de sua morte, já havia nove mosteiros masculinos e um feminino que usavam seu modo de vida e oração.

 

Oração 

Concedei-me, Ó Deus, a Graça de uma vida de oração e devoção, como a de vosso servo São Pacômio, e por sua intercessão, dai-me a graça que vos peço. São Pacômio, rogai por nós.

 

 

10 de maio - Santo Ubaldo (Bispo) 

Nascido em 1805, Ubaldo era filho de uma nobre família de origem alemã. Órfão de pai e mãe ainda criança, a sua criação ficou a cargo de seu tio, que lhe deu uma educação baseada em sólidos princípios religiosos. Aos quinze anos pôs em pratica o seu desejo de viver como eremita longe da cidade. Mas aconselhado por seu tio, deixou a vida solitária e foi fazer vida comum com os cônegos de S.Segundo. Em 1104, o Bispo o quis junto de si para confiar-lhe a reforma eclesiástica.

 

Ubaldo ordenou-se e foi recebido na comunidade Fonte Avelana, mas um incêndio devastou a cidade em 1126 junto com a catedral e a casa paroquial. Em 1129, o papa Honório II sagrou-o Bispo de Gübio. Seu episcopado durou trinta e um anos e Ubaldo foi um pastor muito querido pelo povo, pois possuía personalidade pacífica: recorria sempre às armas da persuasão,da caridade e da doçura e conseguia sempre dobrar os mais obstinados adversários.

 

Faleceu em 16 de maio de 1160 e a devoção do povo logo o proclamou o seu padroeiro, antecipando-se ao reconhecimento oficial da Igreja. Foi incluído no álbum dos santos apenas 30 anos depois, em 5 de março de 1192.

 

Oração 

Dai-me, Senhor, pela intercessão de Santo Ubaldo, a graça da serenidade em todas as situações de minha vida e por seu intermédio a graça de que tanto necessito. Santo Ubaldo, rogai por nós.

 

 

11 de maio - Santa Joana 

Santa Joana nasceu a 6 de fevereiro de 1452, filha primogênita de Dom Afonso e, portanto, herdeira do trono de Portugal. Mas a princesa demonstrou desde cedo um grande amor a Deus e profundo interesse pela vida religiosa.

 

Meditava as vidas e os tormentos dos santos e submetia-se a duras penitências usando  cilício e túnicas ásperas por baixo das vestes finas. Passava noites orando, submetia-se a jejuns e ao silêncio a fim de melhor meditar a palavra de Deus.Dedicada aos pobres, conta-se que na semana santa  pedia que lhe trouxessem doze mulheres pobres para  celebrar o ritual de lava pés, após o qual dava-lhes   dinheiro e roupas novas.

 

Por sua singular beleza e formosura,  foi pretendida por muitos príncipes. Mas Joana recusou todos eles, decidida a abraçar a vida religiosa.Ingressou no convento de Aveiro, onde viveu dedicando-se à oração, ao jejum, às penitências,  aos modestos trabalhos da comunidade, tudo isso pela conversão dos pecadores. Santa Joana morreu a 12 de maio de 1490 de uma doença cujas dores suportou com paciência e abnegação. Sua festa é celebrada em Portugal no dia 12 de maio.

 

Oração 

Ó Deus, que concedestes grandes graças a vossa serva, Santa Joana, dai-me também a mim ser desprendido das coisas deste mundo e viver com maior ardor a caridade evangélica. Concedei-me, pela intercessão de Santa Joana, a graça que tanto necessito. Por Cristo Senhor Nosso,amém. Santa Joana, rogai por nós.

 

 

12 de maio - Santos Nereu, Aquiles e Pancrácio (mártires) 

Nereu e Aquiles viveram  no fim do século III, morrendo durante a perseguição de Diocleciano, com a qual se iniciou a "era dos mártires".

 

Pancrácio, martirizado ainda muito jovem, também sob Diocleciano, foi um dos santos mais populares não só de Roma como de toda a Europa. É o patrono da Juventude da Ação Católica e a ele dedicaram-se muitas igrejas e mosteiros: a de Roma foi fundada por S,Gregório Magno e a de Londres, por Santo Agostinho de Canterbury.

 

Oração 

Concedei-me, Senhor as graças de que necessito, pela intercessão de vossos servos Nereu Aquiles e Pancrácio, e que sua perseverança na adversidade seja exemplo para todos os cristãos da atualidade. Por Cristo Jesus, amém. Santos Nereu, Aquiles e Pancrácio, rogai por nós.

 

 

13 de maio - Nossa Senhora de Fátima 

Em plena primeira guerra mundial, três pastorinhos portugueses de nome  Lúcia,de dez anos, Francisco, de nove anos e Jacinta, de sete anos, presenciaram uma aparição que seria   testemunha da presença divina em nosso mundo.

 

A Senhora marcou um encontro com essas crianças  para o dia 13 de todo mês, para realizar as suas aparições em um campo de nome Cova da Iria. Lúcia, a mais velha, pediu segredo, mas os mais novos não conseguiram guardá-lo. Contaram a outras pessoas o fato extraordinário e no dia 13 de junho os pastorinhos já não estavam sozinhos. Em 13 de julho, por ocasião da terceira aparição, Nossa Senhora prometeu um milagre para que o povo acreditasse nas três crianças. Mas a 13 de agosto, os três videntes, fechados no cárcere, não puderam ir à Cova da Iria.

 

Em 13 de outubro, uma multidão de 70 mil pessoas  lotavam o local das aparições e testemunharam o sol mover-se entre chamas multicores, como se fosse se destacar do firmamento.E deixou sua mensagem ao mundo: "Rezem o terço todos os dias; rezem muito e façam sacrifícios pelos pobres pecadores; são muitos os que vão para o inferno por não haver quem se preocupe em rezar e fazer sacrifícios por eles. A guerra logo vai acabar, mas se não pararem de ofender ao Senhor, não passará  muito tempo para vir outra pior. Abandonem o pecado de suas próprias vidas e procurem eliminá-lo da vida dos outros, colaborando com a Redenção do Salvador". Em 1946 a estátua de Nossa Senhora de Fátima foi coroada diante de uma multidão de 800.000 pessoas. A 13 de maio de 1967, por ocasião do cinqüentenário das aparições, o papa Paulo VI foi a Fátima onde se encontrou com a vidente Lúcia.

 

Oração 

Deus Pai Onipotente, que concedestes às crianças de Fátima ver e conversar com a Virgem Maria, dai-nos pela intercessão da poderosa Virgem, a graça da maior comunhão com Vosso Filho Jesus. Dai-nos o dom da serenidade e amor pela Verdade, pela intercessão da mesma Virgem e Poderosa mãe. Nossa Senhora de Fátima, rogai por nós.

 

 

14 de maio - S. Matias  

Tomando o lugar deixado por Judas Iscariotes, Matias foi eleito o mais novo apóstolo de Cristo. A sua eleição à condição de Apóstolo foi feita após a Ascensão do Senhor, disputando com outro de nome José, Filho de Sabá.

 

Havia três requisitos para poder exercer o ministério apostólico: pertencer aos que seguiam Jesus desde o começo, ser chamado e ser enviado. Matias esteve justamente perto de Jesus durante toda sua vida pública, testemunhando a Ressurreição que é o ponto essencial do cristianismo.

 

As outras duas condições, ser chamado e ser enviado, estão expressas na oração dos Apóstolos por ocasião de sua escolha: "Senhor, tu que conheces o coração de todos, mostra qual destes dois escolheste".O novo Apóstolo viveu com os onze a arrebatadora experiência de Pentecostes para depois ir pelo mundo afora a anunciar "a glória do Senhor".

 

Oração 

Concedei-nos, Ó Senhor do mundo, a fé inabalável dos primeiros apóstolos, e pela intercessão de São Matias, alcançar a Graça que tanto necessito. São Matias, rogai por nós.

 

 

15 de maio - Santo Isidoro 

Isidoro conquistou a santidade através de suas próprias mãos. Foi cultivando a terra ao lado de sua família de origem muito pobre e humilde, que tomou gosto pelo hábito religioso. Sempre assistia às missas e quando podia escapava um pouco de seu trabalho para poder orar, mas compensava a hora não trabalhada ao seu patrão. Era um trabalhador muito esforçado e dedicado na sua tarefa, mas mesmo assim não conseguiu abrandar o coração de seu patrão que o demitiu e exigiu que a entrega da colheita logo fosse realizada.

 

Deus o premiou e colocou em seu caminho um novo trabalho e seu patrão, João Vargas, o fez seu braço direito. Porém, novamente seria alvo de acusações que chamariam a atenção de Vargas, que se pôs em seu encalço para assim poder verificar o que realmente acontecia. E para o seu espanto, ao espiar Isidoro, viu-o de joelhos rezando e dois anjos faziam o trabalho dele. Vargas passou de admirador para devoto deste santo.

 

 E Isidoro mantinha o seu trabalho com a maior alegria e vontade, sempre distribuindo com os pobres o que ganhava em seu trabalho, para os quais sempre tinha algo a oferecer. Em 1130 morre e Filipe II, curado pelas mãos do santo camponês, se encarrega de promover a sua canonização.

 

Oração 

Onipotente e Eterno Deus, concedei-me a graça que vos peço pela intercessão de Santo Isidoro, e dai-me também ser bem firme na fé, com espírito determinado e com constância na oração. Por Cristo Senhor Nosso. Amém.

 

 

16 de maio - S. João Nepomuceno 

Nasceu em Pomuk, na região da Boêmia, em 1330, de família pobre e de pais idosos.

 

A literatura que trata da vida de João é vastíssima. Em Praga é venerado pela população que o escolheu para santo. Ainda muito jovem foi mandado para a escola onde aprendeu os primeiros responsos da missa e então seus pais o mandaram estudar a língua latina em Staaze, uma cidade de grande porte.

 

Em Praga inaugurava-se a nova universidade implantada por Carlos IV, imperador da Alemanha e rei da Boêmia, que atraiu diversos professores da Europa para, assim, fundar a universidade. João foi enviado para lá e se tornou doutor em teologia e direito canônico.

 

Mas o seu grande desejo era o de tornar-se sacerdote e, para isso, dedicou todos os seus estudos. Em suas pregações adquiriu a atenção da Imperatriz Joana, filha de Alberto da Baviera, que assim o escolhera para diretor espiritual. Venceslau, curioso pelas confissões da rainha, exigiu de João que quebrasse o segredo e lhe contasse as palavras da rainha.

 

Opondo-se à imposição do rei e defendendo os direitos da Igreja que estavam ameaçados por uma possível constituição proposta por Venceslau, ele teria sido afogado nas águas do Moldávia. O que o rei não esperava era a publicidade do crime pelo milagre que iluminou o seu corpo morto. Em 1729 foi canonizado.

 

Oração 

Concedei-me, Ó Senhor do céu e da terra, ser sempre bem firme na luta pelos direitos da fé e da Igreja, e pela intercessão de São João Nepomuceno, dai-me, Senhor, a graça que vos peço. Por Cristo Jesus, amém. São João Nepomuceno, rogai por nós.

 

 

17 de maio - S. Pascoal Baylon 

São Pascoal Baylon nasceu no reino espanhol de Aragon, a 16 de maio de 1540.

 

Foi um teólogo importante e muito devoto da Sagrada Eucaristia. Exerceu forte atuação na luta contra os calvinistas, quando esteve na França.

 

A Eucaristia foi o centro de sua vida espiritual, o que lhe daria o título de patrono das obras eucarísticas pelo papa Leão XIII. Vindo de família humilde, seus pais, de origem simples,  enviaram-no para o trabalho ainda criança, onde o seu dever era pastorear as ovelhas de uma rica família.

 

Quando conseguia folga, corria logo às orações a que se dedicava por horas chegando até se flagelar e se sacrificar, como, por exemplo, deixando de se alimentar e mortificando o seu corpo. Foi ao completar os dezoito anos que procurou ingressar no mosteiro dos franciscanos reformados, onde não foi aceito.Porém, São Pascoal ganhou fama por realizar milagres em sua cidade, o que logo chamaria a atenção do franciscanos, que se dispuseram a rever a sua atitude convidando-o para o ingresso na vida monástica.

 

O santo da Eucaristia, devido a tantas mortificações debilitou-se de modo a não conseguir mais reagir e faleceu em 1592. Em 1618 foi proclamado bem-aventurado e em 1690, santo.

 

Oração 

Permiti, Senhor, que pela intercessão de São Pascoal Baylon cultive eu, também, muito amor pela Sagrada Eucaristia e que seja para mim fonte de comunhão cada vez maior com Cristo e a Igreja. São Pascoal Baylon, rogai por nós.

 

 

18 de maio - S. João I 

São João I foi Papa por três anos, de 523 a 526.Dedicou-se à causa da paz, religiosa e civil.

 

Foi defensor da verdade católica contra os arianos, ou seja, os que negavam a igualdade das três Pessoas Divinas, o Pai, o Filho e o Espírito Santo, sobretudo o Filho.

 

Foi perseguido e preso em Ravena, onde morreu de fome a 18 de maio de 526.

 

Oração 

Senhor de Eterna Glória, concedei-me  pelos méritos do Santo Papa João I, a firmeza da fé, da perseverança na Vossa Doutrina. Dai-me o dom da Fortaleza para que eu possa com coragem enfrentar os problemas do dia-a-dia, sempre confiante na Vossa Divina Providência. Amém. São João I, rogai por nós.

 

 

19 de maio - S. Celestino V

A sua terra natal era a Isérnia, onde nasceu em 1215, filho de pobres camponeses, sendo o décimo primeiro entre seus doze irmãos. Seu nome de batismo era Pedro de Morrone.

 

Iniciou sua vida religiosa no mosteiro de Santa Maria de Faifoli. Fundou a primeira comunidade eremita, que recebeu a aprovação e bênção do papa Urbano IV.

 

Em 1274, esteve no concílio de Lião, com o objetivo de defender a Ordem dos Irmãos do Espírito Santo, mais conhecidos como Celestinos, obtendo nessa ocasião a aprovação do Papa Gregório X.

 

Foi eleito Papa, porém  deixou o cargo pouco depois. A eleição deste papa foi bastante discutida por membros da Igreja que não simpatizavam com a sua figura humilde de ermitão.

 

Eleito em 5 de julho de 1284, renunciou em 13 de dezembro do mesmo ano, por descobrir que agentes da Igreja e príncipes estavam fazendo perigosas manobras sobre a sua pessoa.

 

Viveu no Castelo de Fumone, em completo isolamento, vindo a morrer a 19 de maio de 1296. Foi proclamado santo, por Clemente VI, a 05 de maio de 1313.

 

Foi uma figura de real importância para a Igreja Católica estando ao lado de São Francisco de Assis e São Domingos.

 

Oração 

Dai-me, Senhor, pela intercessão do Papa São Celestino V, ser sempre humilde e dócil às decisões da Igreja e de sua Santa Doutrina.  Guia-me com Vossas mãos poderosas e defendei-me de todos os perigos. Por Cristo Jesus, amém. São Celestino V, rogai por nós.

 

 

20 de maio - S. Bernardino de Sena 

São Bernardino nasceu em Massa,  perto de Sena, em 1380. Pertencia à nobre família dos Albizzechi, ainda em tenra idade ficou órfão de pai e mãe e foi criado por suas tias.

 

Freqüentou a universidade de Sena até os 22 anos, quando decidiu abandoná-la para tornar-se franciscano.Percorreu toda a Itália  tendo grande destaque por suas pregações. Difundiu em toda Itália as iniciais do nome de “Jesus Homem Salvador”, em grego, I H S, desenhado em tabuinhas e cercado de raios.

 

Em  Prédicas populares, S. Bernardino critica o egoísmo e a avareza dos novos ricos, mercadores e banqueiros, realçando a humildade, a caridade e a concórdia com seu método natural e criativo de escrita. Esses escritos eram proferidos em praças públicas da Itália junto ao seu discurso áspero e duro contra aqueles que renegavam a palavra de Deus e preferiam assim as facilidades das coisas mundanas. Em sua vida religiosa, defendia a doação, a caridade e confraternização, inspirado no seu grande amor por Jesus.

 

São Bernardino morreu em 1444, em Áquila, onde foi sepultado.

 

Oração 

Ó Deus, pelos méritos do Vosso Servo São Bernardino de Sena, concedei-me maior devoção ao Santíssimo nome de Jesus e zelo por Seus ensinamentos. São Bernardino de Sena, rogai por nós.

 

 

21 de maio - Santa Catarina de Gênova

Catarina  nasceu em Gênova em 1447, era filha de Francisca di Negro e Tiago Fieschi, o vice-rei de Nápoles. A sua família, a dos Fieschi, já havia dado à Igreja dois papas. Eram eles: Inocêncio IV e Adriano V.

 

Foi prometida em casamento a Guibelino Juliano Adorno, mesmo tendo pedido três anos antes para ser cônega. Casou-se com dezesseis anos e levou uma vida matrimonial desregrada, o que lhe causou culpa e remorso. Em seu livro  “Diálogo da Chamada Catarininha entre a alma e o corpo”, descreve as divergências entre o corpo e a alma.

 

Então iniciam as suas experiências interiores, as quais lhe inspiram outra obra de nome “Tratado do Purgatório”. 

 

Oração 

Senhor, pelos méritos de Santa Catarina de Gênova, concedei-me a graça da oração profunda e a confiança inabalável no Vosso Amor por mim. Santa Catarina de Gênova, rogai por nós.

 

 

22 de maio - Santa Rita de Cássia 

Nascida em 1381, em lugar distante da Úmbria, cresceu no temor de Deus. Seus pais  a destinaram ao matrimonio com Paulo de Ferdinando, que era um rapaz violento e inquieto.

 

As biografias que tratam da vida da santa nos relatam a vida de uma mulher de real singeleza e doçura que, para não levantar a ira do marido, se submete aos seus caprichos e maldade, enfrentando-o apenas através das orações e em silêncio.

 

Com sua vida voltada à religião e as orações, conseguiu abrandar o coração de seu marido, que já a via de maneira diferente, porém pouco tempo depois, foi morto por seus adversários. Seus filhos já bastante crescidos juraram vingança aos assassinos do pai e nesse momento Rita, que não conseguiu dissuadi-los dessa idéia, pediu  a Deus em orações que chamasse os meninos para Si.

 

A sua prece foi atendida. Rita, então, viúva e sem filhos procurou o convento das agostinianas de Cássia. O seu pedido em principio foi negado, mas pela intercessão de seus três santos de devoção: Agostinho, João Batista e Nicolau, conseguiu entrar no convento. Em seu conto diz que os três santos arrombaram a porta do convento e a colocaram no meio do coro onde rezavam as freiras.  Outro fato extraordinário na vida de Santa Rita foi o espinho cravado em sua testa, que marcaria a sua vida durante 14 anos, desse modo a sua santidade ganhou a devoção do povo.

 

Santa Rita de Cássia morreu em 1457 e foi canonizada em 1900.

 

Oração 

Onipotente e Eterno Deus, que concedestes inúmeras graças a Vossa serva Santa Rita de Cássia, concedei também a mim  perseverança na oração e na caridade. Que eu enfrente as tribulações desta vida com renovado espírito de oração e prática sacramental. Por Cristo Senhor. Amém. Santa Rita de Cássia, rogai por nós.

 

 

23 de maio - S. João Batista de Rossi 

João Batista nasceu em Voltaggio, uma província de Gênova, a 22 de fevereiro de 1698 e aos 13 anos mudou-se para Roma, onde permaneceu.

 

Epilético e atingido por uma doença que lhe tomou os olhos, João Batista de Rossi é a representação da vontade que triunfa sobre a fragilidade e a doença que abatem o corpo.

 

Em 1714 ingressou na vida  religiosa, completando os seus estudos teológicos em Minerva. Ordenou-se sacerdote no dia de 08 de março de 1721, dando início ao seu apostolado. Criou também a Pia União de Sacerdotes Seculares, que era anexa ao albergue de Santa Galha, onde mais tarde receberia duas personalidades do mundo romano.Depois inauguraria um albergue para mulheres dedicando-o a Luís Gonzaga, santo de sua devoção.

 

Mesmo muito doente, reunia forças para continuar os seus trabalhos com os pobres. Não era difícil vê-lo realizando sermões para desocupados e também à tarde, quando as pessoas voltavam do trabalho. Assim conquistava a simpatia do povo que fazia longas filas para poder se confessar com S. João. Em santa Maria foi eleito cônego, mas o seu exercício já estava bastante comprometido pelo avanço de sua doença.

 

Morreu em 23 de maio de 1764, sendo beatificado por Pio IX, que o sucedeu na Pia União dos Sacerdotes Seculares de Santa Galha. A 08 de dezembro de 1881, o papa Leão XIII o canonizou.

 

Oração 

Senhor, pela intercessão de São João Batista de Rossi, Vos peço o dom da Fortaleza para que eu possa enfrentar, com Mansidão, as dificuldades diárias. Com a mesma fé de tão nobre alma, rogo-Vos pela graça de que tanto necessito. Desde já eu Vos agradeço, meu Senhor e meu Deus, pelos cuidados que tendes por mim. Amém. Maria, Socorro dos Aflitos, rogai por nós.

 

 

24 de maio - S. Vicente de Lerins 

Depois que Constantino, o Imperador, cessou a perseguição aos católicos, a Igreja teve espaço e campo livre para atuar na sociedade. Os cristãos sentiam-se em constante desapego do mundo e cada um, a sua maneira, vivia a contemplar, adorar, se voltar a Deus em formas diferentes, havendo ainda aqueles que se refugiavam no deserto ou em ilhas . Entre esses refúgios monásticos, um na ilha de Lerins, localizado no Mediterrâneo, perto de Cannes, fundado por Honorato , futuro bispo de Arsel , nos chama a atenção, pois é de lá que saiu  S. Vicente de Lerins.

 

De sua vida temos poucos dados, mas a sua santidade está impressa em um livro da tradição da Igreja que se chama Commonitorium, que trata das regras de comportamento para melhor compreender o evangelho. Nele há uma passagem que foi redigida por S. Vicente a qual enaltece os conceitos sobre o progresso. Ele vive nos tempos da Igreja que luta contra a Heresia pelagiana.

 

Nascido na França setentrional, estabeleceu morada em Lerins e lá morreu na mais divina paz por volta de 450.

 

Oração 

Senhor, peço-Vos perdão, pois sou apegado às coisas materiais deixando de lado a espiritualidade e deposito minha confiança nas pessoas, ao invés de confiar em Vós. Ilumina-me, Senhor, para que eu saiba caminhar por este mundo acumulando os tesouros celestes. Por intercessão de São Vicente de Lerins, peço-vos ainda: aumentai a minha devoção por Vós. Amém. Nossa Senhora do Silêncio, rogai por nós.

 

 

25 de maio - São Gregório VII (papa)  

Hildebrando de Soana nasceu em 1028, na Toscana. Tinha por vocação a vida monástica, porém em 22 de abril de 1073, foi eleito papa assumindo o nome de Gregório VII.

 

Com firmeza realizou muitas reformas na Igreja, encontrando resistência também por parte do clero. Entre seus planos de reforma constava a exclusão do poder civil na nomeação de bispos, abades e, até mesmo, na eleição do papa. Devido ao sistema feudal, os eclesiásticos eram obrigados a prestar juramento ao rei ou aos nobres, ocasionando muitas vezes situações constrangedoras e incoerentes relacionados à Doutrina.

 

Era também seu objetivo moralizar a vocação sacerdotal, de modo que os padres fossem verdadeiros pastores e divulgadores de Cristo. Para isso, impôs uma séria disciplina para o celibato.

 

Foi muito criticado por lutar pela integridade da Igreja; foi abandonado por todos, inclusive pelos cardeais, e acabou morrendo no exílio, pronunciando as palavras: “Amei a justiça e odiei a iniqüidade, por isso morro no exílio”.

 

Foi sepultado na catedral de Salerno e canonizado em 1606.

 

Oração  

Meu Senhor, pelos méritos do Santo papa Gregório VII, eu Vos peço maior fidelidade à Vossa Doutrina e aos Vossos ensinamentos. Peço-Vos perdão pelas vezes em que não colaborei na construção de uma Igreja mais unida e fraterna. Rogo a Virgem Maria, Mãe da Igreja, que interceda por mim junto a Vós, para que meu testemunho seja verdadeiramente cristão. Assim seja. São Gregório VII, rogai por nós.

 

 

26 de maio - Santa Mariana de Paredes 

Mariana nasceu no dia 31 de outubro de 1618 em Quito, no Equador.

 

Por ter ficado órfã ainda menina, foi educada por uma tia muito piedosa e orante. Ainda jovem descobriu sua vocação religiosa. Queria ser missionária em meio aos índios ou permanecer reclusa em um convento. Acabou, no entanto, fazendo de clausura alguns aposentos de sua própria casa, dos quais saía apenas para ir à Missa ou ajudar os pobres. Dedicou sua vida em orações e sacrifícios.

 

Em 1645, a cidade de quito foi assolada por uma forte epidemia e Mariana ofereceu-se para socorrer os doentes. Caiu gravemente enferma, vindo a morrer poucos meses depois.

 

Em 1950 foi canonizada pelo papa Pio XII. Foi considerada heroína nacional e é a primeira santa do Equador.

 

Oração 

Meu Senhor, pelos méritos de Santa Mariana de Paredes, que viveu unicamente para Vos servir, peço que preenchais meu coração com o Vosso Amor para que eu possa estar repleto da verdadeira caridade. E assim transbordando Vosso afeto, quero com gestos concretos servir-Vos através dos meus irmãos. Amém. Nossa Senhora Auxiliadora, rogai por nós.

 

 

27 de maio - Santo Agostinho de Cantuária 

Santo Agostinho de Cantuária viveu no século VI, era prior do mosteiro beneditino de santo André.

 

Em 597, recebeu do papa Gregório Magno a missão de evangelizar a Inglaterra. Partiu para lá juntamente com 40 monges e, ao fazerem uma parada na ilha de Lerins, ficaram tão assustados com a fama dos saxões que resolveram voltar para Roma e pedir ao papa que mudasse de idéia.

 

O papa Gregório Magno, para incentivá-lo, nomeou-o abade e mais tarde bispo.

 

Ao contrário do que imaginavam, foram recebidos pessoalmente pelo rei e a rainha, na ilha de Thenet. Passaram a residir na cidade de Cantuária onde foi construída a abadia de São Pedro e São Paulo, que mais tarde levaria o nome de Santo Agostinho.

 

O desempenho dos missionários foi tão grande que o próprio rei pediu o batismo, incentivando a muitos a fazerem o mesmo.

 

Santo Agostinho foi nomeado arcebispo primaz da Inglaterra, ficando desta maneira consolidado o cristianismo na Inglaterra.

 

Ao morrer, Santo Agostinho de Cantuária foi sepultado em Canterbury na Igreja que leva seu nome.

 

Oração 

Meu Senhor, pela intercessão de Santo Agostinho de Cantuária, eu vos peço a graça da perseverança na fé, da constância na oração, para que, assim como sua tão nobre alma, possa também eu desempenhar a missão para a qual fui chamado. Dai-me, Senhor, os dons que me são necessários para que eu vença as dificuldades em que me encontro. Iluminai-me, Senhor! Amém.

 

 

28 de maio - São Germano de Paris 

São Germano viveu no século VI. Teve uma infância bastante atribulada, foi rejeitado pela mãe, que tentou aborto, e quase foi envenenado por uma tia.

 

Ordenou-se sacerdote em 531. Mais tarde foi nomeado abade do mosteiro de São Sinforiano de Autun, porém por pouco tempo. Devido a sua austeridade foi destituído do cargo. Em 555 foi nomeado bispo de Paris.

 

São Germano tinha um carinho muito especial pelos pobres, aos quais dava assistência.

 

Faleceu no dia 28 de maio de 576.

 

Oração 

Hoje, Senhor, quero Vos entregar minhas carências afetivas, as vezes em que me senti só, as vezes em que não fui compreendido e até mesmo rejeitado. Inundai-me com Vosso Amor, aquecei meu coração com Vosso afeto Paternal. Das angústias, inseguranças e tristezas, livrai-me Senhor.

 

 

29 de maio - Santa Maria Madalena de Pazzi 

Maria Madalena nasceu em 1566 e desde criança demonstrou vocação religiosa.

 

Desde pequenina tinha grande inclinação para a vida de oração e contemplação, ao contrário da vida alegre e descontraída de sua época. Entrou para a vida religiosa com grandes êxtases místicos de contemplação e tormentos,dos sentidos, típicos das almas devotas à vida de entrega a Deus. Escreveu diversas cartas a Cardeais, Teógolos e Príncipes da Igreja, inclusive a Papas, onde falava dos males que enfraqueciam a fé dos cristãos. Morreu em 1607, no dia 25 de maio, no convento de Santa Maria dos Anjos, em Florença. Foi canonizada em 1669.

 

Oração 

Ó Deus, que destes grandes graças na vida mística de Santa Maria Madalena de Pazzi, fazei que eu também seja um dócil instrumento em suas mãos para a maior Glória de Vosso Nome. Santa Maria Madalena de Pazzi, rogai por nós.

 

 

30 de maio - Santa Joana D’Arc 

Joana, enquanto rezava em sua pequenina cidade natal, Domremy, aos treze anos, ouviu misteriosas vozes que  a convidavam a libertar a França, dominada em grande parte pelos Ingleses. Quatro anos mais tarde, Joana foi levada até a presença do Delfim.( herdeiro do Trono ), que se encontrava nas proximidades de Chinon. Ao falar ao futuro rei Carlos, ela contou coisas secretíssimas, que não poderia conhecer por meios naturais. O Príncipe acabou por se convencer das aptidões sobrenaturais da menina e confiou-lhe o comando das tropas que sitiavam Orleans, e em pouco tempo reconquistaram quase todo o território francês.

 

Em Reims, o Príncipe foi coroado rei, mas acabou preocupado com a popularidade de Joana, o que o fez firmar um acordo com os ingleses. Joana, entretanto, recomeçou a luta, crente de que tal trégua anularia os esforços de seus exércitos. Numa emboscada, ela caiu nas mãos do conde de Luxemburgo, que a entregou aos ingleses, depois de receber um alto resgate.

 

Joana foi acusada de bruxa e levada a julgamento. Apelou então ao papa, por julgar com razão a ilegitimidade  de tal julgamento.

 

Entretanto sua petição não chegou a Roma. Antes disso, foi considerada culpada e queimada numa fogueira em Roen, a 30 de maio de 1431. Joana tinha então 19 anos.

 

O processo foi anulado entre 1450-1456 e Joana declarada inocente. Nesse período, cresceu muito a devoção popular a Joana, e em 1920 o papa Bento XV elevou-a à honra dos altares.

 

Oração  

Concedei-me, Ó Pai a coragem e o espírito de sacrifício de vossa serva Joana D’Arc, a fim de que, pelo seu exemplo e fidelidade, seja eu também um soldado da Causa do Evangelho. Por Cristo Senhor, amém. Santa Joana D’Arc, rogai por nós.

 

 

31 de maio - Visitação de Nossa Senhora 

Depois da Anunciação do Anjo, Maria sai as pressas para visitar e prestar ajuda a sua prima Isabel que estava grávida de seis meses. Ao chegar, Isabel iluminada, pela Graça Divina, participa sua alegria no Mistério da Encarnação, saúda Maria dizendo: “Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre” (Lc 1, 42) Em seguida, Maria entoa o cântico Magnificat.

 

Revelam-nos as Escrituras que Maria permaneceu com sua prima cerca de três meses.

 

Segundo São Francisco de Sales, Maria humilhou-se diante de Deus, e a humildade só é verdadeira e perfeita quando unida à caridade, ou seja, ao amor ao próximo. Dessa forma a humildade de Maria é confirmada na visitação.

 

Oração

O Cântico de Maria  - “Magnificat”

  

“Minha alma glorifica ao Senhor,

meu espírito exulta em Deus, meu salvador,

porque olhou para sua pobre serva.

Por isto, desde agora,

Me proclamarão bem-aventurada todas as gerações,

Porque realizou em mim maravilhas aquele que é poderoso

E cujo nome é Santo.

Sua misericórdia se estende, de geração em geração,

Sobre os que o temem.

Manifestou o poder de seu braço:

desconcertou os corações dos soberbos.

Derrubou do trono os poderosos

E exaltou os humildes.

Saciou de bens os indigentes

E despediu de mãos vazias os ricos.

Acolheu a Israel, seu servo,

Lembrado da sua misericórdia,

Conforme prometera a nossos pais,

Em favor de Abraão e sua posteridade, para sempre.” (Lc 1, 46-55)

...   

 

 

 

Vamos... Aproveite, Faça *AGORA* sua consulta esotérica !!!

          (11)  2081-0384  /  2081-0385  /  2081-0386
x
          Atend. 01Skype Me™! Atend. 02Skype Me™!Atend.  03Skype Me™!

 

 

 

 

Mundo Mystiko® Com. e Serv. Ltda.

Todos os Direitos Reservados - Copyright © desde 2003